Chefe de agência nuclear da ONU pede que Irã responda às questões sobre bomba

O chefe da agência nuclear da Organização das Nações Unidas tentou impor pressão sobre o Irã nesta segunda-feira para que o país dê uma resposta às preocupações sobre a suspeita de que esteja realizando pesquisas para a fabricação da bomba atômica - três semanas depois de o Teerã não conseguir cumprir o prazo para a prestação de informações na área.

REUTERS

15 de setembro de 2014 | 07h57

Confirmando as conclusões de um relatório confidencial da agência atômica da ONU no início deste mês, o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, disse que o Irã não tinha cumprido duas das cinco etapas de transparência de dados que concordara em implementar até 25 de agosto.

"A fim de resolver todas as questões pendentes, passadas ??e presentes, é muito importante que o Irã continue a implementar, em tempo hábil, todas as medidas acordadas ...", declarou Amano ao conselho diretor da AIEA, formado por 35 países.

A frase "passadas e presentes" refere-se à investigação de longa data da AIEA sobre as suspeitas, negadas pelo Irã, de que o país esteja trabalhado no projeto de uma arma nuclear.

(Reportagem de Fredrik Dahl)

Mais conteúdo sobre:
ONUIRANUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.