Chefe de entidade para proibição de armas químicas pede cessar-fogo para inspeção

O diretor da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), Ahmet Uzumcu, pediu ontem que sejam decretados períodos de trégua na guerra civil síria para facilitar o trabalho de seus inspetores encarregados de desmantelar o arsenal químico da ditadura de Bashar Assad. "Acredito que se puderem ser estabelecidos alguns períodos de cessar-fogo temporários, será possível alcançar os objetivos", declarou em Haia o diretor da entidade. Com apoio da ONU, inspetores da Opaq visitaram um local de armazenamento das armas químicas de Assad. O objetivo é inspecionar cerca de 20 instalações identificadas pelo regime sírio. Uma resolução da ONU determinou a destruição do arsenal proibido de Assad depois de um ataque químico ocorrido em 21 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.