Chefe de governo de província na Espanha é assassinada

A chefe do governo da província de León, no norte da Espanha, Isabel Carrasco, foi morta nesta segunda-feira após levar dois tiros em uma ponte da capital provincial. Além do cargo que ocupava, Isabel também liderava o diretório do Partido Popular do País na província. As informações são da polícia local, que deteve duas mulheres - mãe e filha - suspeitas pelo crime.

AE, Agência Estado

12 Maio 2014 | 15h29

Citando autoridades do Ministério do Interior da Espanha, a imprensa local noticia que o assassinato pode ter sido fruto de "vingança pessoal". De acordo com o periódico El Mundo, a filha foi recentemente demitida de um cargo no governo provincial.

Isabel Carrasco nasceu em 1955 em uma pequena cidade perto de León. A funcionária pública atuou como chefe de finanças da região de Castilla-León na década de 90 e era chefe do diretório do PP em León desde 2004. (Luís Philipe Souza, especial para AE, com informações da Dow Jones Newswires e da Associated Press)

Mais conteúdo sobre:
ESPANHA ASSASSINATO POLÍTICA LEÓN PP VINGANÇA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.