Chefe de inteligência é afastado do cargo

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, determinou ontem o afastamento do chefe do serviço de espionagem do país, Rahmatullah Nabil, e limitou a permanência no cargo de comando da inteligência a dois anos. Karzai não estaria satisfeito com a atuação da agência no combate ao Taleban. O presidente deverá anunciar novos ministros da Defesa e o Interior, pastas cujos ocupantes foram afastados pelo Parlamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.