Chefe de investigação recusa-se a renunciar

O comissário da Scotland Yard, Ian Blair, recusou-se a renunciar ontem após ser criticado pela Autoridade da Polícia Metropolitana (MPA) britânica por sua conduta no caso que resultou na morte do brasileiro Jean Charles de Menezes, em 2005. Com base num relatório divulgado em agosto, a MPA afirmou que a Scotland Yard cometeu "graves erros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.