Chefe de missão da ONU contra Ebola pretende obter progresso significativo em 60 dias

A missão da ONU de combate ao Ebola pretende obter progresso significativo no combate à doença fatal em 60 dias, incluindo a garantia de fornecer tratamento para 70 por cento dos casos, disse nesta terça-feira o novo chefe da campanha, Tony Banbury.

REUTERS

30 de setembro de 2014 | 13h14

"Setenta por cento das pessoas infectadas precisam estar sob tratamento, 70 por cento do enterros devem ser feitos de uma forma segura para reverter a situação, e nós precisamos fazer isso em 60 dias", disse Banbury na capital de Gana, sede da nova missão da Organização das Nações Unidas (ONU).

(Reportagem de Matthew Mpoke Bigg)

Mais conteúdo sobre:
ONUEBOLAPROGRESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.