Chefe de missão da ONU contra Ebola pretende obter progresso significativo em 60 dias

A missão da ONU de combate ao Ebola pretende obter progresso significativo no combate à doença fatal em 60 dias, incluindo a garantia de fornecer tratamento para 70 por cento dos casos, disse nesta terça-feira o novo chefe da campanha, Tony Banbury.

REUTERS

30 de setembro de 2014 | 13h14

"Setenta por cento das pessoas infectadas precisam estar sob tratamento, 70 por cento do enterros devem ser feitos de uma forma segura para reverter a situação, e nós precisamos fazer isso em 60 dias", disse Banbury na capital de Gana, sede da nova missão da Organização das Nações Unidas (ONU).

(Reportagem de Matthew Mpoke Bigg)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUEBOLAPROGRESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.