Chefe de operadora cai por falso protesto

O presidente da Kyushu Eletric Power, uma das operadoras de energia do Japão, anunciou ontem que pretende se demitir, em resposta a um escândalo em que funcionários da empresa enviaram e-mails falsos a uma TV, no dia 26. "Disfarçados" de cidadãos comuns, eles se manifestaram contra o fechamento dos reatores da usina de Genkai, que é administrada pela concessionária. Toshio Manabe disse que ele mesmo deve assumir a responsabilidade pela ação.

,

08 de julho de 2011 | 00h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.