Bernd von Jutrczenka/AFP
Bernd von Jutrczenka/AFP

Chefe de política externa da UE cobra mudança de atitude de Putin

Para Federica Mongherini, o mundo nunca esteve tão perigoso e instável como está agora

REUTERS

18 de dezembro de 2014 | 15h01

A chefe de política externa da União Europeia, Federica Mogherini, cobrou do presidente russo, Vladimir Putin, nesta quinta-feira, que mude radicalmente sua atitude perante o resto do mundo e seja mais cooperativo.

A crise financeira na Rússia não é uma boa notícia para os cidadãos russos, nem para a Ucrânia, a Europa ou o restante do mundo, disse Mogherini a repórteres antes de uma cúpula da UE que vai discutir o conflito na Ucrânia e as relações da UE com a Rússia.

"O presidente Putin e a liderança russa deveriam refletir seriamente sobre a necessidade de introduzir uma mudança radical de atitude perante o resto do mundo e mudar para um modo cooperativo", disse ela.

"O mundo nunca esteve tão perigoso e instável como está agora, e seria uma boa notícia se conseguíssemos construir uma relação construtiva para lidar com algumas dessas crises, obviamente começando pela Ucrânia", acrescentou.

(Reportagem de Adrian Croft)

Mais conteúdo sobre:
UERUSSIAPUTINREACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.