Chefe do Exército da Tailândia dissolve Senado

O chefe do Exército da Tailândia, Prayuth Chan-ocha, dissolveu o Senado do país e assumiu o poder parlamentar neste sábado, quando centenas de manifestantes espalhados pela capital protestam contra o golpe de Estado. O Senado tailandês estava funcionando como único órgão legislativo desde dezembro do ano passado, quando o ex-primeiro-ministro Yingluck Shinawatra dissolveu a Câmara dos Deputados

Agência Estado

24 Maio 2014 | 12h49

O general terá a autoridade sobre todo e qualquer processo que precisar de aprovação do Senado, segundo declaração militar. O comandante se auto declarou primeiro ministro na noite de quinta-feira, quando aconteceu o golpe.

Ainda hoje, os militares também informaram que a expulsão de líderes civis deve se estender pela próxima semana, uma que vez que o novo governo ordenou a rendição de dezenas de outros críticos do golpe, devido aos protestos deste sábado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Tailândia senado golpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.