Chefe do Serviço de Inteligência sul-coreano pede demissão

O diretor do Serviço Nacional de Inteligência sul-coreano, Kim Seung-kyu, apresentou sua renúncia, nesta sexta-feira, em meio à crise no Governo causada pelo teste nuclear da Coréia do Norte, em 9 de outubro. Kim ofereceu sua renúncia ao presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun, disse um porta-voz da Presidência.De acordo com um comunicado do Serviço Nacional de Inteligência, o pedido de demissão tem como objetivo facilitar o trabalho do presidente Roh. Ele pretende formar uma nova equipe de política externa e segurança nacional.Esta semana também renunciaram os ministros da Defesa, Yoon Kwang-ung; e da Unificação, Lee Jong-seok.O presidente Roh deve promover na próxima semana uma remodelação do Governo por causa da saída do atual ministro de Relações Exteriores, Ban Ki-moon, recém-eleito novo secretário-geral da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.