AP Photo/Carolyn Kaster
AP Photo/Carolyn Kaster

Chefe dos escoteiros se desculpa por discurso de Trump

Discurso 'político' de Trump provocou uma enxurrada de críticas e levou vários pais a anunciarem que retirariam seus filhos da organização

Cláudia Trevisan, Correspondente / Washington , O Estado de S.Paulo

27 Julho 2017 | 18h43

O descaso ao protocolo já colocou Donald Trump em uma série de situações constrangedoras. Mas nenhuma se compara ao pedido de desculpas do chefe dos escoteiros americanos pelo discurso que o presidente proferiu diante de 40 mil crianças e adolescentes na segunda-feira.

Desrespeitando a tradição de pronunciamentos apolíticos de seus antecessores, Trump usou seu discurso para se gabar de sua vitória, alfinetar seu antecessor e atacar a imprensa. Em uma instituição que promove o respeito aos demais e a lealdade,  ameaçou (de brincadeira) demitir seu secretário da Saúde, Tom Price, caso ele não conseguisse os votos necessários para a rejeição do Obamacare.

“Vocês se lembram daquela noite incrível com os mapas – e os republicanos são vermelhos e os democratas azuis – e o mapa estava tão vermelho, era inacreditável, e eles não sabiam o que dizer?”, perguntou Trump, fazendo referência ao dia de sua eleição. “Então eu tenho de dizer a vocês que o que nós fizemos, com toda a justiça, é um tributo inacreditável a vocês e a todas as outras milhões e milhões de pessoas que saíram e votaram para Tornar a América Grande de Novo”, declarou diante de crianças e adolescentes de 12 a 18 anos, que não tinham idade para votar em novembro.

Em vez de histórias edificantes e inspiradoras, Trump falou de coquetéis de ricaços em Nova York e mencionou o empreiteiro William Levittt, que nos anos 70 decidiu passar parte do tempo em uma embarcação luxuosa, na qual recebia endinheirados e celebridades. “Ele ficou entediado com sua vida de iates e de velejar e todas as coisas que fez no Sul da França e em outros lugares. Vocês não vão ficar entediados, certo?”, afirmou. “Vocês sabem, de verdade, vocês são trabalhadores. Vocês também ficarão entediados, acreditem em mim. Claro que ter alguns bons anos como aqueles não é ruim.”

O discurso de Trump provocou uma enxurrada de críticas e levou vários pais a anunciarem que retirariam seus filhos da organização. Nesta quinta-feira, o chefe dos Escoteiros da América, Michael Surbaugh, divulgou um pedido oficial de desculpas, na tentativa de conter o dano à imagem da entidade. 

“Eu quero estender minhas sinceras desculpas a todos da família dos escoteiros que ficaram ofendidos com a retórica política que foi inserida no acampamento. Essa não era nossa intenção”, escreveu Surbaugh, em relação ao discurso de Trump. “Nós sinceramente lamentamos que a política tenha sido inserida no programa dos escoteiros.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.