Chefe militar do Egito anuncia construção de moradias

O chefe militar do Egito, Abdel-Fattah el-Sissi, lançou uma iniciativa neste domingo para construir um milhão de moradias com a construtora Emirati. O anúncio foi visto como o início de sua campanha presidencial. Embora não tenha feito um pronunciamento oficial, el-Sissi é amplamente esperado para concorrer à presidência do Egito. A votação de abril será a primeira desde que o exército depôs o presidente islâmico, Mohammed Morsi, em julho após intensos protestos.

Agência Estado

09 de março de 2014 | 14h22

O projeto foi divulgado na página do Facebook do porta-voz do exército, segundo o qual as moradias serão dedicadas à "juventude egípcia" e são o primeiro passo para resolver o problema habitacional do país. Em uma cerimônia de assinatura veiculada mais tarde pela emissora local, o diretor do Corpo de Engenheiros do exército, o general Taher Abdullah Taha, disse que a iniciativa destaca a cooperação próxima e amizade entre o Egito e os Emirados Árabes Unidos.

Autoridades próximas de El-Sissi e do governo disseram que à Associated Press que ele assegurou um grande pacote de ajuda das nações do Golfo Pérsico e de aliados, como Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Kuwait, que ajudará a sustentar a economia, mantendo sua popularidade. Até agora, os países do Golfo injetaram US$ 12 bilhões no Egito por meio de pacotes emergenciais desde que Morsi saiu do poder. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMORADIASEL-SISSI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.