Chefes das Farc estariam fora do país

Pelo menos 12 chefes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estariam escondidos no exterior, afirmou ontem o jornal El Tiempo, de Bogotá, citando um relatório feito pela inteligência colombiana. Segundo a reportagem, os líderes rebeldes estariam na Venezuela e no Equador. No entanto, o principal líder do grupo, Alfonso Cano, ainda estaria na Colômbia.

, O Estadao de S.Paulo

26 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.