Chefes de Estado esperam por horas para discursar na COP-21

A 21ª Conferência do Clima das Nações Unidas (COP-21), que ocorre em Paris, está tão lotada que alguns líderes mundiais esperam por horas pela sua vez no palco para discursar - uma situação bastante atípica para algumas das pessoas mais poderosas do mundo.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 18h02

Cerca de 150 chefes de Estado e de governo participam do encontro e todos darão um discurso sobre seus planos para lidar com o aquecimento global. Após oito horas de pronunciamentos, o cronograma original ficou totalmente desorganizado.

Em uma conferência organizada pelo fundador da Microsoft, Bill Gates, mais de doze chefes de estado esperaram 45 minutos pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Como ele não apareceu, foi decidido prosseguir a conferência sem Obama.

Durante a espera, alguns líderes formaram pequenos grupos de discussão informal, enquanto outros preferiram ficar sentados. O presidente do México, Enrique Pena Nieto, conversou com a ministra de Meio Ambiente da França, Segolene Royal e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, trocou ideias com a presidente do Chile, Michele Bachelet e com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ParisCOP-21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.