Chefes tribais defendem renúncia de Saleh

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, perdeu ontem o respaldo político das duas tribos mais influentes do país. Os líderes pediram também ao presidente que demita seu filho do comando das Forças Armadas. Milhares de manifestantes voltaram às ruas do Iêmen na manhã de ontem para pedir a saída do presidente. A repressão aos protestos no Iêmen já deixou ao menos 120 mortos, segundo organizações de direitos humanos. Saleh já perdeu o apoio de vários setores da sociedade iemenita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.