Chega a 11 número de mortos em desabamento na Nigéria

O número de mortos no desabamento de um edifício de quatro andares em Lagos, maior cidade da Nigéria, subiu para 11 nesta quarta-feira, sendo que algumas das vítimas são crianças, disseram um porta-voz da polícia e uma testemunha da Reuters.

SEUN SANNI, REUTERS

25 de março de 2009 | 12h32

O prédio residencial no densamente povoado bairro de Idi-Araba desabou no final da terça-feira e várias pessoas ficaram presas nos escombros.

O porta-voz da polícia de Lagos, Frank Mba, afirmou que 11 corpos foram retirados do local.

Uma criança de 4 anos de idade foi a última vítima a ser retirada dos escombros, disse à Reuters Abdusalam Muhamed, da Agência Nacional de Gerenciamento de Emergência.

"Recuperamos o corpo há cerca de uma hora", afirmou.

"Estamos tentando remover os escombros para ver se podemos recuperar mais corpos, porque quem estiver lá dentro estará morto agora... Ficar preso nos escombros de um prédio de quatro andares e estar vivo após 21 horas seria um milagre."

Moradores foram até o local para tentar ajudar as equipes de resgate a encontrar parentes ainda presos. A Cruz Vermelha estabeleceu um centro de rastreio para tentar determinar quantas pessoas ainda estavam desaparecidas.

Materiais de segunda linha e descuidos com as normas de construção significam que desabamentos como esse não são incomuns na nação mais populosa da África, onde a infraestrutura é antiga e recebe manutenção precária.

Tudo o que sabemos sobre:
NIGERIAMORTOSPREDIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.