Chega a 254 total de mortos em deslizamento na China

O governador de uma província do norte da China renunciou ao cargo depois de ter chegado a 254 o número de mortos num deslizamento de terra desencadeado pelo desabamento de um depósito de lixo ilegal de uma mina, informaram autoridades locais hoje. O deslizamento ocorreu no último dia 8 em Xiangfen, um condado da província de Shanxi. Na ocasião um muro de contenção desabou e contêineres de lixo tóxico líquido retirados de uma mina desabaram sobre um povoado no qual funcionava um movimentado mercado a céu aberto.Até a noite de sábado, as equipes de buscas haviam retirado dos escombros os corpos de 254 pessoas. Até o momento, 151 corpos foram identificados, disse um funcionário do governo local. Ele não soube dizer se mais corpos foram encontrados entre ontem e hoje. Como resultado do desastre, o governador de Shanxi, Meng Xuenong, renunciou ao posto durante sessão do Congresso do Povo local realizada ontem, disse Ren, outro funcionário do governo que identificou-se apenas pelo nome de sua família.Considerado um aliado próximo do presidente da China, Hu Jintao, Meng foi nomeado governador interino de Shanxi em abril de 2007. Meng atuara anteriormente na Liga da Juventude Comunista, a base política de Hu. Em abril de 2003, Meng foi retirado do cargo de prefeito de Pequim por causa da precária resposta do governo local ao surto de Sars (iniciais em inglês para "síndrome respiratória aguda grave"). O surto levou à internação de 2 mil pessoas. Cerca de 10 mil foram colocadas em quarentena.Na reunião de ontem, o Congresso do Povo de Shanxi decidiu que Wang Jun substituirá Meng. Wang também ocupará interinamente o cargo. As autoridades locais recusam-se a especular com relação a quantas pessoas estariam presas sob os escombros da torrente de lixo tóxico, que ocupou uma área equivalente a 45 campos de futebol. Há temores, no entanto, de que mais de mil pessoas tenham morrido no incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.