AFP PHOTO / NHAC NGUYEN
AFP PHOTO / NHAC NGUYEN

Chega a 26 o número de mortos em rompimento de represa no Laos

Operações de resgate entram no terceiro dia na tentativa de localizar mais de 130 pessoas que permanecem desaparecidas

O Estado de S.Paulo

26 Julho 2018 | 04h30

SANAMXAI, LAOS - Equipes de resgate do Laos localizaram mais sete corpos na região atingida pelo rompimento de uma represa hidrelétrica em construção no sudeste do país. O novo balanço eleva para 26 o número de mortos no desastre. A infraestrutura se rompeu na noite de segunda-feira, 22, e deixou mais de 130 pessoas desaparecidas e milhares de desalojados.

As operações de busca entraram no terceiro dia de resgate nesta quinta-feira, 26, e enfrentam dificuldades para acessar as regiões mais atingidas pela torrente que devastou oito vilarejos da província de Attapeu. Autoridades informam que 2,8 mil pessoas ilhadas foram resgatadas por helicópteros e barcos. Os moradores desalojados estão sendo encaminhadas a escolas na região, que servem agora de abrigo para mais de 1,3 mil famílias.

A represa hidrelétrica rachou na noite de segunda-feira, 23, liberando 5 bilhões de metros cúbicos de água sobre as aldeias na região. Estimada em  US$ 1 bilhão, a obra estava em construção desde 2013. O projeto foi desenvolvido por uma joint venture formada pela laosiana Lao Holding State Enterprise, a tailandesa Rathaburi Eletricity Holding e pela sul-coreana Korea Western Power. As empresas alegam que as fortes chuvas foram responsáveis pelo vazamento e rompimento da infraestrutura e que estão atuando em cooperação com o governo do Laos no resgate às vítimas. //REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.