Chega a 53 número de mortos em desabamento em Meca

O Ministério saudita de Interior elevou a 53 o número de corpos resgatados dos escombros de um hotel de sete andares que caiu na cidade santa de Meca, cheia de peregrinos nesta época do ano. O porta-voz do Ministério, general Mansur bin Sultan al Turki, disse que os feridos chegavam a 62 e informou que o número de mortes pode aumentar nas próximas horas, já que os serviços de socorro ainda fazem buscas. O edifício, construído há 30 anos e situado próximo à entrada principal da grande mesquita, desabou sobre a calçada depois de um incêndio em um dos imóveis a seu lado. A tragédia ocorre cinco dias antes da festa muçulmana do sacrifício (Aid al-Adha), que reunirá na cidade santa de Meca, berço do Islã, mais de dois milhões e meio de fiéis. Milhares de peregrinos morreram em anos anteriores, em fugas precipitadas e incêndios iniciados nos lugares santos durante os três grandes dias da festa, que neste ano começará na próxima terça-feira. A peregrinação a Meca é um dos cinco pilares do Islã, e todo muçulmano é obrigado a realizá-la uma vez na vida, se sua saúde e situação financeira permitirem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.