Chegam a 31 as vítimas do tufão Mitag nas Filipinas

Cerca de 21 mil casas ficaram destruídas e quase 780 mil pessoas em 21 províncias estão desabrigadas

Efe,

30 de novembro de 2007 | 02h37

Pelo menos 31 pessoas morreram e 21 estão desaparecidas devido à passagem pelas Filipinas do tufão Mitag, informou nesta sexta-feira, 30, o Conselho Nacional de Coordenação de Desastres (CNCD). Cerca de 21 mil casas ficaram destruídas e quase 780 mil pessoas em 21 províncias estão desabrigadas. Segundo a entidade, as perdas econômicas chegam a US$ 17,17 milhões. Foram oito vítimas na região de Bicol, a mais castigada pelo tufão, que chegou no fim de semana ao arquipélago. As outras foram registradas em Cagayan, Cordillera e Ilocos Sul, na ilha de Luzon, segundo a televisão GMA. O CNDC explicou que a maioria das 31 pessoas morreu por afogamento, eletrocutadas ou hipotermia durante as fortes inundações provocadas pelas chuvas do Mitag. Entre os desaparecidos há dois pilotos de um avião da Força Aérea que foi avistado pela última vez na segunda-feira, perto das Ilhas Kalayaan, cerca de 400 quilômetros a sudoeste da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
MitagFilipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.