(Korean Central News Agency/Korea News Service via AP, File)
(Korean Central News Agency/Korea News Service via AP, File)

‘Chegar à desnuclearização demandará muito tempo’

Matthew Kroenig, professor da Universidade Georgetown, acredita que meses seguintes ao encontro com Trump dirão qual era a intenção de Kim Jong-un

Entrevista com

Matthew Kroenig, professor da Universidade Georgetown

Cláudia Trevisan, CORRESPONDENTE / WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

11 Junho 2018 | 05h00

A inédita e histórica cúpula prevista para terça-feira, 12, entre Donald Trump e Kim Jong-un será percebida como um sucesso no curto prazo, mas essa narrativa tende a se desmanchar nos meses subsequentes, quando será testada a disposição do ditador norte-coreano de abrir mão de seu arsenal nuclear. A avaliação é de Matthew Kroenig, professor da Universidade Georgetown e autor do recém-lançado livro The Logic of American Nuclear Strategy (A Lógica da Estratégia Nuclear Americana).

“Chegar à desnuclearização será muito difícil e demandará um longo período de tempo, o que fornecerá aos dois lados incentivos para repensar suas posições e possivelmente abandoná-las”, disse Kroenig ao Estado. A seguir, trechos da entrevista:

Qual sua expectativa em relação à cúpula?

Espero uma declaração de alto nível, com um acordo sobre desnuclearização em troca de um processo de paz. Parece que ambos os lados realmente querem isso. O acordo seria acompanhado de um plano para encontros futuros de funcionários de baixo escalão, que serão responsáveis por implementar os detalhes do que for decidido. Mas sou muito cético sobre a obtenção da desnuclearização no fim do processo. Vejo muitas barreiras à frente. Ainda assim, acredito que a cúpula será vista como um sucesso no curto prazo. 

+ Trump chega a Cingapura para encontro histórico com Kim Jong-un

Quais são as barreiras?

Não acredito que Kim Jong-un seja sincero. Ele quer manter suas armas nucleares e ter alívio de sanções. Mesmo que ele seja sincero, chegar à desnuclearização será muito difícil e demandará um longo período de tempo, o que fornecerá aos dois lados incentivos para repensar suas posições e possivelmente abandoná-las.

A cúpula pode levar a um acordo de paz que ponha fim à Guerra da Coreia?

Para que ela seja bem sucedida, os dois lados terão de estar dispostos a oferecer muito. Além do acordo de paz, os Estados Unidos têm de estar dispostos a oferecer garantias de segurança, benefícios econômicos e alívio de sanções. Algumas dessas coisas podem ser implementadas logo, mas outras virão mais tarde. Um acordo de paz que acabe com a Guerra da Coreia pode ser entregue logo. Algumas das outras coisas, como garantias de segurança, só podem vir depois que a Coreia do Norte abandonar totalmente as armas nucleares.

+ Trump confiará mais no 'instinto' do que em formalidades durante cúpula com líder norte-coreano

Qual é o horizonte de tempo para que isso se conclua? 

Para acabar com todas as ogivas nucleares da Coreia do Norte, todos os mísseis, todas as instalações de produção e ter a verificação da Agência Internacional de Energia Atômica que tudo foi realizado, é uma questão de anos, no mínimo. Entre três a cinco anos. 

Por quanto tempo a narrativa de sucesso da cúpula poderá sobreviver?

Dependerá do que acontecer nas semanas e meses imediatamente posteriores. O melhor indicador será se Kim vai destruir coisas que realmente importam. Em agosto, por exemplo, ele terá destruído ou enviado para o exterior ogivas, urânio altamente enriquecido, mísseis? Caso sim, isso será um sinal de progresso sério. Se não, será a evidência de que ele estava blefando o tempo todo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.