Cheney pode encontrar Arafat se houver trégua

O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, disse nesta terça-feira que se encontrará com o líder palestino Yasser Arafat se houver uma verdadeira trégua no Oriente Médio. Cheney foi criticado pelos palestinos por não ter se reunido com Arafat durante sua visita de um dia a Israel. O vice-presidente reiterou que, assim que houver um cessar-fogo, haverá encontro. Se tal reunião ocorrer será o mais alto contato de Arafat com o governo Bush.Enquanto isso, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, disse que, caso haja realmente uma trégua, permitirá que o líder palestino deixe os territórios ocupados, mas disse que Arafat não poderá retornar se os ataques forem retomados.Cheney disse que os EUA continuarão comprometidos com os esforços de trégua no Oriente Médio. O vice-presidente declarou que a próxima semana será crucial para os palestinos e que Arafat deve fazer de tudo para evitar novos ataques.Dick Cheney, que visitou Israel depois de passar por nove países árabes, transmitiu um recado dos líderes árabes, que pedem para Israel permitir a saída de Arafat da área palestina para estar, no final do mês, em Beirute, no Líbano.As pressões da visita norte-americana fizeram com que Sharon ordenasse a retirada das tropas israelenses das áreas palestinas, dando esperanças de uma trégua após 18 meses de conflito. A retirada começou logo depois da chegada de Cheney, que foi a Israel para ratificar os esforços de paz liderados pelo mediador norte-americano Anthony Zinni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.