Cheney será o companheiro de chapa de Bush

O vice-presidente Dick Cheney afirmou que continuará sendo o companheiro de chapa do presidente George W. Bush em 2004, e indicou que seus anteriores problemas de saúde não o impedirão de continuar exercendo o cargo nem de participar da campanha eleitoral."O presidente me convidou para voltar a ser seu companheiro de chapa. Aceitei prazeirosamente", afirmou Cheney na terça-feira em uma entrevista para o jornal The Dallas Morning News. A presença de Cheney na chapa eleitoral para 2004 foiobjeto de amplas conjecturas devido a seus problemas cardíacos. Ele sofreu quatro ataques do coração, embora nenhum deles tenha ocorrido depois que ele foi eleito vice-presidente. "Conto com um médico 24 horas por dia, que me vigia cuidadosamente", dissse Cheney. "Se estiver em uma situação na qual considerar que não posso servir (ao país), serei o primeiro a reconhecê-lo e pedir demissão". A controvérsia surgida em torno de Cheney se deve a seusvínculos com um escândalo na contabilidade de uma corporação. A Comissão de Bolsas e Valores investiga as contas da empresa Halliburton Co. da época em que Cheney era seu diretor-geral. Por sua vez, o próprio Cheney, de 61 anos, acaba de anunciar que acompanhará Bush durante a campanha eleitoral de2004 e Bush indicou em novembro passado que "não há razão para mudar" de vice-presidente. Cheney disse não saber quando o atual presidente anunciará oficialmente sua candidatura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.