Chile aciona bancos dos EUA por contas de Pinochet

O governo chileno acionou vários bancos de Miami hoje por causa de contas vinculadas com o falecido ex-ditador Augusto Pinochet. Os quatro processos iniciados ontem tentam reparar danos pela suposta ajuda que esses bancos concederam a Pinochet para o então líder supostamente roubar aproximadamente US$ 26 milhões de fundos do governo chileno. Os valores de restituições pretendidas por Santiago podem chegar a dezenas de milhões de dólares.Pinochet tomou o poder em um golpe de Estado em 1973. Ele governou até 1990 e morreu em 2006, aos 91 anos. Um dos bancos envolvidos é o PNC Financial Services Group, sediado em Pittsburgh, Pensilvânia, que absorveu o Banco Riggs, de Washington, em 2005. O Riggs foi condenado a pagar milhões de dólares em multas por seus negócios com Pinochet. O PNC não respondeu a um pedido de declarações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.