Chile anuncia US$ 2,5 bi para reconstruções após tremor

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou hoje um plano governamental de US$ 2,54 bilhões para ajudar na reforma e reconstrução de residências atingidas pelo terremoto de 27 de fevereiro. O tremor foi seguido por um tsunami que atingiu o centro-sul do país, provocando danos estimados em cerca de US$ 30 bilhões.

AE, Agência Estado

29 de março de 2010 | 15h53

Com o chamado Programa de Reconstrução, o governo vai subsidiar a reforma de cerca de 62 mil casas e a reconstrução de cerca de 135 mil num período de 24 meses, segundo o Ministério da Habitação. "O governo tem plena ciência dos danos terríveis causados pelo terremoto e pelo tsunami a milhares de famílias, e fará tudo o que puder para conceder ajuda para aquelas famílias que mais precisam", disse Piñera.

Piñera disse que um total de 370 mil casas no Chile sofreram danos relacionados ao terremoto, mas lembrou que o governo não pode reconstruir todas elas, então vai subsidiar famílias de baixa renda. Os US$ 2,5 bilhões em subsídios virão de rearranjos do orçamento fiscal de 2010. "Será um tremendo esforço de nossos cofres fiscais", disse o presidente. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.