Chile avalia extradição de juiz argentino

A Justiça chilena avaliará a extradição do juiz federal argentino Otílio Romano, processado por 103 crimes contra a humanidade durante a ditadura argentina. O juiz fugiu na semana passada para o Chile, onde o governo lhe concedeu um visto de oito meses. Recentemente, a Argentina concedeu asilo político ao chileno Galvarino Apablaza Guerra, acusado de ser o autor intelectual do assassinato de um senador.

, O Estado de S.Paulo

15 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.