Chile: Bachelet muda ministros do Interior, Educação e Economia

Depois de apenas quatro meses no cargo, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, realizou nesta sexta-feira as primeiras mudanças em seu gabinete ao pedir as renúncias de seus ministros do Interior, Economia e Educação, informaram fontes oficiais.O porta-voz do governo, Ricardo Lagos Weber, que leu o comunicado anunciado as mudanças, não deu detalhes sobre a decisão de Bachelet. O ministro do Interior Andrés Zaldívar, do Partido Democrático Cristão (PDC) foi substituído por seu correligionário Belisário Velasco.Velasco foi subsecretário do Interior nos governos dos presidentes Patricio Aylwin (1990-94) e Eduardo Frei Ruiz Tagle (1994-2000) e durante o governo de Ricardo Lagos (2000-2006) desempenhou a função de embaixador em Portugal.A ministra da Economia, Ingrid Antonijevic deixa o cargo e será substituída pelo ex-superintendente de Valores e Seguros durante o mandato de Lagos, Alejandro Ferreiro. No ministério da Educação, a ex-ministra do Planejamento, Yasna Provoste, também durante o governo de Lagos, assumirá o cargo de Martín Zilic. Os dois são membros do PDC.A reestruturação do gabinete da socialista Bachelet acontece apenas quatro meses depois que ela assumiu a presidência e depois de ter uma queda de 10 pontos em sua popularidade.Segundo analistas políticos, as mudanças se devem ainda aos conflitos que essas pastas não souberam resolver nos últimos meses, entre eles as manifestações dos estudantes que se prolongaram por mais de um mês no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.