Chile: Bachelet pede que todos os ministros renunciem a seus cargos

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, anunciou nesta quinta-feira que pediu aos seus ministros que encaminhem seus pedidos de renúncia enquanto ela decide, nas próximas 72 horas, quem fica e quem sai do governo.

Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 01h57

"Há algumas horas eu pedi cartas de renúncia a todos os meus ministros", disse a presidente em entrevista a um canal de TV local. "É hora de mudar o governo."

Bachelet enfrenta o menor nível de popularidade em toda a sua carreira política, e recentemente admitiu que escândalos políticos prejudicaram o seu governo.

Embora o nível de corrupção no Chile seja considerados um dos menores da América Latina, a confiança nas elites política e econômica vem sendo bombardeada após um escândalos envolvendo empréstimos bancários ao filho de Bachelet e o financiamento de campanha líderes da oposição à presidente.

Segundo pesquisa divulgada em abril, a aprovação de Bachelet está em 31%, o menor patamar deste e também de seu primeiro mandato presidencial, entre 2006 e 2010. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChileBacheletministrosrenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.