Chile cancela alerta de tsunami em todo o território

O Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada (SHOA) do Chile cancelou o alerta de tsunami para todo o território nacional. A autoridade já havia retirado o alerta para a região de Antofagasta até Lebu, mas tinha mantido a atenção para o norte do país.

AE, Agência Estado

03 de abril de 2014 | 02h29

Também durante essa madrugada, o Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) revisou para baixo o terremoto ocorrido na noite de quarta-feira próximo a Iquique para uma escala de 7,6, de 7,8 anteriormente. O centro também ajustou a localização do tremor para 19 quilômetros ao sul de Iquique, no norte do país, e a uma profundidade de 40 quilômetros.

A SHOA declarou esperar variações no nível médio do mar de 30 centímetros a um metro para as regiões de Arica, Pisagua, Iquique, Patache, Tocopilla e Mejillones. A autoridade afirmou que essa variação pode durar horas e declarou que a autoridade marítima de cada região será responsável controlar as atividades dos navios nessas regiões.

Na noite de terça-feira um forte terremoto de magnitude 8,2 atingiu a região próxima a Iquique, com tremores sentidos no Peru e na Bolívia, obrigando centenas de milhares de pessoas a deixarem suas casas ao longo da costa do Chile e procurarem abrigo para se proteger da ameaça de tsunami.

Tudo o que sabemos sobre:
Chileterremototsunami

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.