Chile descobre grupo que traficava pessoas no Paquistão

A polícia chilena informou hoje que desmantelou uma quadrilha especializada no tráfico de pessoas e que levava imigrantes clandestinos do Paquistão aos Estados Unidos, via Chile. Segundo a polícia, foram detidos 19 paquistaneses no país. O boletim da polícia diz que 15 dos detidos são vítimas do tráfico e quatro são criminosos, que em suposta cumplicidade com um funcionário público da imigração paquistanesa levavam pessoas aos EUA.

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2010 | 17h18

Os imigrantes clandestinos pagam US$ 15 mil, mas uma vez no Chile, são abandonados. As detenções ocorreram em Santiago e em Iquique, no norte do Chile. O suposto chefe da rede de tráfico foi identificado como Abdul Ratar. O chefe da polícia internacional de investigações, Raúl Zepeda, disse que a quadrilha atuava desde 1999. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
tráficohumanocrimeChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.