Chile diz ainda não precisar de ajuda internacional

O Chile ainda não precisa de assistência internacional imediata para lidar com as consequências do terremoto que atingiu o país, afirmou o embaixador do país nas Nações Unidas, Heraldo Muñoz, segundo a agência de notícias EFE. No entanto, Muñoz ponderou que os estragos são "muito significativos" e que o Chile pode vir a precisar da ajuda de uma cooperação internacional no futuro.

AE-DJ, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2010 | 09h49

O terremoto que atingiu o país na madrugada de sábado foi um dos mais violentos da história, alcançando 8,8 graus na escala Richter. O tremor deixou mais de 300 mortos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.