Chile: Governista abandona corrida presidencial

O candidato do governo conservador à presidência do Chile, Pablo Longueira, decidiu que não disputará as eleições de novembro. O anúncio da renúncia à candidatura foi anunciado pelo filho de Longueira, Juan Pablo, e por seu chefe de campanha, Joaquín Lavín, em entrevista coletiva concedida em Santiago.

AE, Agência Estado

17 de julho de 2013 | 19h12

Juan Pablo Longueira disse que o pai foi afetado por um "quadro clínico depressivo". Lavín, por sua vez, confirmou a renúncia de Longueira à candidatura pelo coalizão do presidente Sebastián Piñera.

Vencedor das primárias do bloco governista, Longueira deveria enfrentar nas urnas a ex-presidente socialista Michelle Bachelet, que lidera as pesquisas de intenção de voto.

Ainda não está claro se Longueira será substituído por Andrés Allamand, derrotado por estreita margem nas primárias do campo conservador, ou se novas primárias serão realizadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChileeleiçõesLongueira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.