Chile registra terremoto de magnitude 6,3 na região central 

O epicentro foi registrado a cerca de 225 km ao norte de Santiago; não há relatos de vítimas ou danos estruturais

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2019 | 19h12

SANTIAGO - O Chile registrou um terremoto na tarde desta segunda-feira, 4, na zona central do país de magnitude 6,3 na escala Richter. De acordo com o jornal local La Tercera, o tremor foi percebido nas regiões Metropolitana, Coquimbo e Valparaíso, O'Higgins e Maule. Não foram relatados ainda vítimas ou danos estruturais.

O tremor teve epicentro registrado a 21 km a leste de Los Vilos e a cerca de 225 km ao norte de Santiago, segundo comunicado do Centro Sismológico Nacional, ligado à Universidade de Chile.  Não foi emitido alerta de tsunami na costa do país. A profundidade do tremor foi de aproximadamente 54,2 km.  

Ele foi sentido com maior intensidade na região de Valparaíso, segundo o Escritório Nacional de Emergência. 

O tremor de maior intensidade já registrado este ano no Chile foi de magnitude 6,7 e ocorreu em 19 de janeiro na costa central do país, sentido desde a região do Atacama até a de O'Higgins. 

Desde o período colonial, o país, de 18 milhões de habitantes, já registrou ao menos 80 terremotos que somente nos últimos 60 anos causaram 40.735 mortos. Situado no chamado Círculo de Fogo do Pacífico, o Chile é considerado um dos países de maior atividade sísmica do planeta. / COM EFE 

 

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoChile [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.