China abre caminho para processo contra Bo Xilai

O Parlamento chinês cassou o mandato do político Bo Xilai, informou a agência de notícias Xinhua nesta sexta-feira, numa decisão que abre caminho para que ele seja processado criminalmente.

Reuters

26 de outubro de 2012 | 09h58

A cassação, que priva Bo da imunidade parlamentar, ocorre a menos de duas semanas do início de um congresso partidário que encaminhará a sucessão política no país, que acontece uma vez a cada década.

Bo, ex-chefe do Partido Comunista na localidade de Chongqing, era uma estrela em ascensão na hierarquia chinesa, até cair em desgraça por causa de uma série de crimes. Sua mulher, Gu Kailai, e seu ex-chefe de polícia, Wang Lijun, foram presos e condenados pelo assassinato de um empresário britânico.

No mês passado, o governo chinês acusou Bo de corrupção e de acobertar o assassinato.

O inquérito contra ele ainda está em andamento, mas o Ministério Público e a Justiça da China estão subordinados ao Partido Comunista, e dificilmente irão se contrapor às acusações.

(Reportagem de Sui-Lee Wee)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINABOPROCESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.