China acusa Taiwan de provocação

A China acusou hoje o presidente deTaiwan, Chen Shi bian, de fazer uma "provocação perigosa"através de seu projeto de organizar um referendo sobre asoberania da ilha, considerada uma província rebelde porPequim. O Diário do Povo, órgão do partido comunista, disse que aproposta de um "referendo defensivo" que se realizaria em marçoviola um compromisso prévio de não promover consultas para mudaro status quo existente entre Taiwan e China. A China ameaça comumente recorrer à força em caso de umaseparação oficial de Taiwan, que se separou do país em 1949 apósa tomada do poder por parte dos comunistas guiados por Mao TseTung. O Diário do Povo, órgão de Pequim, considera o referendopromovido pelo presidente Chen o primeiro passo para umadeclaração de independência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.