Efe
Efe

China adverte EUA sobre reorientação militar na Ásia

Governo de Barack Obama lançou estratégia para aumentar a presença do país na Ásia

Reuters,

09 de janeiro de 2012 | 12h21

O Ministério de Defesa chinês alertou nesta segunda-feira, 9, que os Estados Unidos devem ser 'cuidadosos em suas declarações e ações' e disse que segue de perto a nova estratégia de defesa norte-americana, que se concentra no ascenso da China.

O comunicado do porta-voz do Ministério de Defesa, Geng Yansheng, foi a maior reação de Pequim até agora sobre a estratégia lançada pelo Pentágono na semana passada. "Observamos atentamente o impacto do ajuste estratégico militar norte-americano tem na região da Ásia-Pacífico", afirmou Geng no comunicado. Ele ainda disse que as acusações feitas por Washington contra a China são 'totalmente infundadas'.

O governo do presidente Barack Obama lançou uma estratégia de defesa na semana passada que visa aumentar a presença do país na Ásia, como uma tentativa de combater a crescente capacidade da China de controlar o poder dos Estados Unidos na região.

Sob a nova iniciativa, os Estados Unidos manterão grandes bases no Japão e Coreia do Sul e realocará marines, navios da força naval e aviões em território no norte da Austrália.

 

As informações são da Reuters.

 
Tudo o que sabemos sobre:
ÁsiaChinamilitar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.