China adverte população para risco do tufão Fanapi

A China advertiu sua população hoje para o risco de enchentes e deslizamentos em parte do país, no dia em que o tufão Fanapi chegou em território chinês. Ontem, o fenômeno provocou fortes chuvas em Taiwan, deixando mais de 100 feridos na ilha.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 14h23

A tempestade perdeu força, conforme avançava pelas províncias de Fujian e Cantão, mas ainda tinha ventos de 125 quilômetros por hora, informou o órgão do governo encarregado de lidar com as enchentes e a imprensa estatal.

O 11º tufão a atingir a China este ano, o Fanapi se movia rumo ao noroeste, a velocidade de 20 quilômetros por hora, lançando fortes chuvas nessa rota, segundo os meteorologistas. "É possível que o Fanapi passe através da província de Cantão e traga sérias enchentes e desastres geológicos para a região", advertiu o órgão provincial de defesa civil.

Autoridades locais ordenaram que 55 mil barcos de pesca em Fujian e outros 60 mil em Cantão busquem abrigo. Em Fujian, uma grande parte de um muro de contenção na cidade costeira de Quanzhou ruiu, informou a China Central Television. Fortes ventos derrubaram árvores e destruíram cercas. O Fanapi chegou a Taiwan ontem, perto da cidade costeira de Hualien, no leste da ilha. Escolas e escritórios em áreas afetadas permaneciam fechados hoje. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ambientetufãochuvatufão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.