China ajuda militarmente Governo do Sudão em Dafur, diz BBC

O canal de televisão obteve testemunhos de que chineses fornecem equipamentos e treinam pessoal em Dafur

Efe

13 de julho de 2008 | 10h16

O Governo chinês ajuda militarmente o Governo do Sudão na província de Darfur com equipamentos e treinando seu pessoal, afirmou neste domingo, 13, o programa Panorama, da BBC. Os investigadores do programa, que será exibido na segunda-feira, 14,, mas cujo conteúdo foi antecipado neste domingo, 12, encontraram caminhões de fabricação chinesa em Darfur, exportados em 2005, apesar do embargo de armas imposto pela ONU. Além disso, a BBC obteve testemunhos de que a China treina pilotos para os caças chineses A5 Fantan. O embargo imposto pela ONU na província sudanesa de Darfur exige que os Governos estrangeiros não ajudem militarmente nenhum dos grupos envolvidos no conflito. Calcula-se que pelo menos 200.000 pessoas perderam a vida no conflito que acontece desde 2003 entre forças rebeldes e tropas regulares sudanesas e milícias árabes respaldadas pelo Governo de Cartum. Além disso, cerca de 2,5 milhões de pessoas foram obrigadas a se deslocar para campos de refugiados dentro e fora do país, no que segundo a ONU acredita ser um dos piores desastres humanitários da história.

Tudo o que sabemos sobre:
SudãoChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.