China alerta sobre financiamentos não autorizados

A China emitiu um alerta para que os governos regionais do país controlem o risco e parem de usar métodos não autorizados de levantamento de fundos para pagar projetos de construção de infraestrutura e outros.

AE, Agência Estado

31 de dezembro de 2012 | 14h04

O Ministério de Finanças afirmou, em um comunicado assinado junto com a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC, na sigla em inglês) e o Banco do Povo da China (PBOC, o banco central do país) e publicado em seu site, que cresceu o volume de recursos não autorizados de governos locais e reiterou que existem restrições para o uso de leasing, trustes e arranjos de construção e transferência.

O comunicado é o mais novo sinal da crescente preocupação com a dívida dos governos regionais chineses, particularmente enquanto o mercado imobiliário continua fraco. Os governos locais são altamente dependentes de vendas de terras para receita e a desaceleração dessas vendas pode prejudicar a capacidade deles de pagar empréstimos.

O alerta também afirma que os governos locais não devem coletar recursos diretamente do público sem autorização. Como esses governos não podem tomar empréstimos para projetos de infraestrutura e outros, frequentemente eles criam veículos de financiamento especiais e, em alguns casos, coletam fundos do público com a promessa de altos retornos. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Chinafinanciamentosalerta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.