China apoia reforma 'apropriada' do CS da ONU

O governo da China afirmou hoje que compreende o desejo da Índia fazer parte, como integrante permanente, do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hong Lei. "A China apoia uma reforma necessária e apropriada do Conselho de Segurança", afirmou Hong.

AE, Agência Estado

09 de novembro de 2010 | 16h05

As declarações chinesas foram feitas após o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apoiar o desejo da Índia em obter uma cadeira permanente no CS. Atualmente, apenas cinco dos 15 países do CS possuem cadeira permanente e poder de veto: EUA, Rússia, China, França e Grã-Bretanha. Os outros dez são rotativos, eleitos a cada dois anos e não têm poder de veto. Além da Índia, outros países, como Brasil, Japão, África do Sul, Alemanha e Itália desejam ter uma cadeira permanente no CS. As informações são da Agência Ansa.

Tudo o que sabemos sobre:
reformaConselho de SegurançaONUChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.