PETAR KUJUNDZIC/REUTERS
PETAR KUJUNDZIC/REUTERS

China bloqueia página do NYT após reportagem sobre fortuna da família de premiê

Revelação representa mais um golpe na imagem do Partido Comunista, já afetada pelo escândalo em torno de Bo Xilai

Cláudia Trevisan, correspondente em Pequim,

26 de outubro de 2012 | 11h36

PEQUIM - O acesso aos serviços em inglês e chinês do The New York Times foi bloqueado nesta sexta-feira, 26, na China, logo depois de o jornal divulgar reportagem segundo a qual a família do primeiro-ministro Wen Jiabao possui uma fortuna estimada em US$ 2,7 bilhões.

Veja também:

linkLíderes chineses têm poder quase ilimitado, diz comunista

linkDirigente chinês minimiza valor da democracia

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Feita a duas semanas do congresso que definirá a futura liderança do país, a revelação representa mais um golpe na imagem do Partido Comunista, já afetada pelo escândalo em torno de Bo Xilai, o ex-dirigente de Chongqing acusado de corrupção e abuso de poder.

A reportagem do The New York Times é baseada em registros de companhias e agências reguladoras e identifica investimentos ou propriedades detidos por uma série de parentes de Wen Jiabao, incluindo a mulher, mãe, irmão, cunhado, cunhada, filho e filha. Na maioria dos casos, a identidade dos titulares dos investimentos não era óbvia, já que era realizada por outras empresas, algumas vezes controladas por entidades criadas no exterior.

A fortuna da família cresceu de maneira espetacular depois de 1998, quando Wen Jiabao se tornou vice-primeiro-ministro da China. Cinco anos mais tarde, ele assumiu o posto de primeiro-ministro, que entregará a seu sucessor em março de 2013.

 

 
Tudo o que sabemos sobre:
CensuraChinaThe New York Timespremiê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.