AFP
AFP

China bloqueia site da Bloomberg após reportagem

Matéria revelou bens da família do vice-presidente chinês Xi Jinping

AE, Agência Estado

29 de junho de 2012 | 10h50

PEQUIM - A China aparentemente bloqueou o acesso ao site da Bloomberg depois de a agência de notícias norte-americana ter publicado nesta sexta-feira, 29, uma reportagem detalhando os bens milionários de parentes do potencial futuro presidente do país.

Veja também:

linkDirigente chinês minimiza valor da democracia

linkChina censura conversas sobre aniversário de repressão de 1989

linkChineses apostam em 'jeitinho' para driblar bloqueio da internet

Segundo a reportagem, a família do vice-presidente chinês Xi Jinping possui bens que incluem investimentos em empresas com ativos totais de US$ 376 milhões, uma participação indireta de 18% em uma empresa de terras raras com ativos de US$ 1,73 bilhão e um investimento de US$ 20 milhões numa firma de tecnologia.

A expectativa é que Xi assuma a liderança do Partido Comunista ainda este ano e se torne presidente no ano que vem.

A porta-voz da Bloomberg na Ásia, Belina Tan, disse acreditar que o site da agência ficou inacessível na China por causa da reportagem publicada hoje.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Chinabloombergbloqueiosite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.