Pichi Chuang/Reuters
Pichi Chuang/Reuters

China cancela celebração dos 40 anos de relações com o Japão

Os dois países disputam, assim como Taiwan, soberania de ilhas na Mar da China Oriental

Agência Estado

23 de setembro de 2012 | 10h18

PEQUIM - A China cancelou eventos comemorativos dos 40 anos de relações diplomáticas com o Japão, em mais uma demonstração do descontentamento com a disputa territorial entre os dois países. A agência de notícias estatal chinesa Xinhua, citando autoridades da Associação de Relacionamento China-Japão e de outros grupos ligados ao governo, informou neste domingo, 23, que os eventos não ocorreriam como anteriormente planejado e que eles serão realizados "em um momento apropriado".

Veja também:

link Navio de Taiwan se aproxima de ilhas em disputa

link Japão divulga supostas provas sobre posse de ilhas disputadas com China

O ministério das Relações Exteriores não atendeu ligações para falar sobre o cancelamento. A Televisão Central da China informou que a data dos eventos estava sendo "ajustada". Um funcionário do Ministério das Relações Exteriores do Japão, Hiroaki Sakamoto, confirmou que a China cancelou os eventos, marcados para quinta-feira, mas não forneceu mais detalhes.

As relações entre os dois países chegaram ao pior nível em vários anos porque os dois lados disputam um conjunto de ilhas no Mar da China Oriental reivindicadas também por Taiwan. O último grande protesto contra o Japão na China reuniu cerca de 3 mil pessoas na cidade de Guangzhou, no sul do país, segundo a Xinhua.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hong Lei, disse, em comunicado, na noite de sábado que funcionários do governo japonês haviam desembarcado nas ilhas em disputa para impedir os ativistas taiwaneses de se manifestar e que a China protestou fortemente junto ao Japão a respeito da "grave violação da soberania territorial chinesa". Um grupo de pescadores taiwaneses informou que colocará no mar 60 barcos rumo às ilhas na segunda-feira para proteger suas zonas de pesca.

Centenas de pessoas marcharam na capital de Taiwan, Taipei, neste domingo, para protestar contra a ocupação das ilhas pelo Japão. Elas empunhavam placas com dizeres antijaponeses e pediram a Tóquio que abra mão do arquipélago conhecido como Senkaku no Japão e Diaoyu na China. O governo japonês comprou várias das ilhas de proprietários privados japoneses este mês, despertando manifestações contrárias na China.

Com AP

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaJapãocriseilhasdisputa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.