China cancela transmissão ao vivo de vôo espacial

Faltando poucas horas para o possível lançamento da primeira missão espacial tripulada promovida pela China, o diário oficial do Partido Comunista informa que o governo cancelou seu planos de transmitir o evento, ao vivo, pela televisão. Um jornal de Hong Kong especulou que a decisão foi tomada devido aos "riscos políticos" de haver um problema no lançamento, previsto para ocorrer a qualquer momento da manhã de quarta-feira.Simultaneamente, três finalistas que aspiram ao histórico posto de primeiro astronauta chinês aguardavam em uma base remota no noroeste do país. "Toda a nação chinesa antecipa este grande êxito", declarou Zhang Qiyue, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China. Enquanto isso, os vizinhos chineses questionam-se sobre a repercussão do lançamento na situação estratégica regional.O crescimento chinês deixa inquietos os países da região, apesar de praticamente todos se beneficiaram da retumbante expansão econômica na nação mais povoada do planeta. O programa espacial chinês e seus vínculos militares parecem motivo de preocupação. Pequim, que promove a viagem com um objetivo de projeção nacionalista, também mantém em segredo boa parte de suas atividades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.