China: choque entre muçulmanos e polícia deixa 3 mortos

Integrantes de um grupo étnico muçulmano entraram em choque com a polícia no extremo oeste da China neste domingo e pelo menos três pessoas morreram, informaram manifestantes e a mídia estatal chinesa.

AE, Agencia Estado

05 de julho de 2009 | 17h00

Participantes disseram que os policiais, armados, fizeram disparos para o alto e utilizaram cassetetes para dispersar um grupo de aproximadamente mil manifestantes, a maior parte deles da etnia uigur, em Urumqi, na província de Xinjiang.

De acordo com a mídia estatal da China, três pessoas da etnia han, majoritária no país, perderam a vida nos choques.

Os manifestantes atearam fogo em pelo menos um carro, derrubaram barreiras policiais e atacaram ônibus durante diversas horas de protestos que pareciam se dissipar quando as forças locais de segurança intensificaram sua presença, disseram participantes e testemunhas.

Os relatos sobre o que teria desencadeado a violência são conflitantes, mas, aparentemente, os choques começaram quando um grupo de manifestantes recusou-se a atender a ordens para que se dispersasse.

A tensão entre uigures e chineses da etnia Han é uma constante em Xinjiang, no extremo oeste chinês. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
políciaconfrontoChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.