China começa a reconstruir Beichuan após terremoto devastador

Cada pessoa receberá US$ 6 ao mês durante o processo de reconstrução

EFE,

07 de fevereiro de 2009 | 03h53

Autoridades e habitantes de Beichuan, destruída pelo terremoto que no ano passado abalou o centro da China, começaram os trabalhos para reerguer a cidade, a 35 quilômetros de seu local original, informou neste sábado a imprensa estatal. Mais dez mil pessoas, em sua maioria camponeses, serão os primeiros residentes da nova Beichuan, onde esta semana começaram as obras de um parque industrial, informou à agência de notícias "Xinhua" o chefe do Partido Comunista na cidade, Chen Xingchun. Segundo Chen, cada pessoa receberá US$ 6 ao mês durante o processo de reconstrução e terão a possibilidade de escolher entre uma casa já construída ou US$ 5 mil para fazer uma por conta própria. Em Beichuan, 80% dos edifícios foram destruídos pelo terremoto, e em seu principal centro urbano morreram 8.600 de seus 13 mil habitantes. O terremoto de 12 de maio, com epicentro na região de Wenchuan, na província de Sichuan, deixou cerca de 90 mi mortos e 374 mil feridos.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINATERREMOTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.