China começa a testar vacina contra a sars em humanos

O governo chinês anunciou hoje o início de testes clínicos em humanos de uma vacina contra a Síndrome Respiratória Aguda Severa, conhecida como sars. Os 30 voluntários, segundo a televisão estatal, são chineses adultos saudáveis com idades entre 20 e 50 anos, "que estão conscientes dos riscos de sua missão". De acordo com a TV, eles foram escolhidos em áreas onde não foi registrada a ocorrência da doença. A aprovação dos testes com a vacina contra a sars, que começou a ser desenvolvida em abril do ano passado, não significa que o produto estará disponível ao público no curto prazo, alertaram os pesquisadores. A sars, segundo os especialistas, é causada por um coronavírus. A doença surgiu no sul da China no final de 2002. Deixou 774 mortos e mais de 8.000 infectados em todo o mundo. Apenas na China, foram 349 mortes causadas pela sars. A vacina chinesa foi desenvolvida a partir de uma amostra enfraquecida do vírus. De acordo com os pesquisadores, testes em animais demonstraram sua eficiência até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.