China condena 13 pessoas a prisão por protestos contra Sars

Um tribunal de Chengde, no norte da China, condenou 13 pessoas por atos de violência durante protestos contra a Sars. As pessoas pegaram penas que variam de seis meses a seis anos de prisão por terem atacado um ambulância e ferido médico e enfermeiros de um centro de quarentena, em 27 de abril. Tratam-se dos primeiros condenados em decorrência de epidemia que matou 340 pessoas no país e contaminou mais de 5.300.Em Hong Kong, as autoridades sanitárias informaram que nas últimas 24 horas foram registrados um morto e um novo caso de contágio do vírus causados da Sars. São 288 as vítimas fatais da doença no território autônomo chinês e mais de 1.700 casos de infecção.Em Taiwan foi registrado mais quatro novos casos de pneumonia asiática, segundo autoridades de saúde. A ilha registrou 680 casos de contaminação e 81 mortes pela doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.