China confirma 1º caso de gripe aviária em Pequim

Autoridades chinesas confirmaram o primeiro caso de infecção pelo vírus H7N9, causador da gripe aviária, em Pequim. Uma menina de sete anos, que está internada na capital chinesa, é o 44º caso registrado da doença e o primeiro fora da região de Xangai e das províncias de Zhejiang, Jiangsu e Anhuide.

Agência Estado

13 de abril de 2013 | 10h32

Desde 31 de março, quando a primeira vítima surgiu, o país vive um surto da doença, que já provou 11 mortes. Nesta sexta-feira, o governo informou mais cinco casos, elevando o total de contaminados de 39 para 44.

Xangai já sacrificou mais de 111 mil aves, proibiu o comércio de animais vivos e fechou mercados - lá as aves chegam vivas nos mercados - para conter a doença. Nanquim e a cidade de Suzhou seguem com a proibição do comércio de aves. O país também desenvolveu um teste para o vírus H7N9, distribuindo kits para hospitais e outros pontos de monitoração de saúde. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe aviáriaChinaPequim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.