China confirma epidemia de gripe aviária em província

A China confirmou uma epidemia do vírusH5N1 da gripe aviária entre patos em um distrito da regiãometropolitana de Ghangzhou, na província de Guangdong, informouo Ministério da Agricultura chinês. O ministério informou em seu site (www.agri.gov.cn) nofinal da segunda-feira que 36.130 patos foram sacrificados apósa descoberta da epidemia no distrito de Panyu, em Guangzhou. "No momento, a epidemia foi colocado sob controle efetivo",informou o ministério. A variedade do vírus encontrado é um subtipo do H5N1,segundo testes feitos pelo Laboratório Nacional de Referênciaem Gripe Aviária, ainda de acordo com o ministério, queacrescentou que não houve registros de outros casos nas regiõesvizinhas. Na segunda-feira, Hong Kong anunciou a suspensão dasimportações de pato congelado e de gansos de Guangdong, após ogoverno chinês informar a suspeita de infecção pelo vírus H5N1. O caso mais recente de gripe aviária em animais na Chinadatava de maio e foi registrado na província de Hunan, regiãocentral do país. Cientistas temem que o vírus da gripe aviária possa sofrermutações e adquirir uma forma que lhe permita ser transmitidode pessoa para pessoa, gerando assim uma pandemia global. Há registros de 25 casos humanos da doença na China,incluindo 16 mortes. (Por Ben Blanchard)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.